Quintas Indie | Ingrid goes west (2017)

2.08.2018

Ingrid goes west foi um filme que estreou o ano passado nos EUA e que acabou por não chegar às salas de cinema portuguesas. No entanto, como o vi incluído muitas vezes em tops de filmes subestimados de 2017 e sabia que este era um filme que se focava na idolização das personalidades das redes sociais, uma temática que considero interessante, decidi que o queria ver.

Ingrid (Aubrey Plaza) é uma jovem que tem como seus principais ídolos as personalidades das redes sociais. A que ela mais gosta é Taylor Sloane (Elizabeth Olsen), muito famosa e com uma vida aparentemente perfeita. Obcecada, Ingrid decide abandonar tudo e se mudar para perto de Taylor, colocando em prática o plano de se tornar a sua melhor amiga. Porém, o que parecia mais um comportamento de fã, torna-se aos poucos preocupante e perigoso. [ficha IMDb]

Este filme é uma comédia negra que ilustra muito bem a obcessiva cultura do instagram em que nós vivemos hoje em dia e a sua possível natureza destruitiva quando facilmente se confunde um despersonalizado like com uma conexão real e verdadeira. Foca-se também no isolamento causado pelas redes sociais e no quão falso e hipócrita é por vezes o retrato que as pessoas fazem da sua vida nas redes sociais. Realmente, foi muito fácil para mim me conectar com a história deste filme tendo eu também um instagram e seguindo também pessoas que parecem ter uma vida idílica graças às suas fotos com enquadramentos e filtros perfeitos. 

É, sem dúvida, um filme satírico que consegue oscilar bem ao longo da história entre os momentos mais divertidos e doces, e aqueles mais embaraçosos ou deprimentes. No entanto, para mim o filme perdeu um pouco do seu foco a partir do momento em que a personagem do irmão da Taylor entrou em cena, conduzindo a história para um rumo que não me agradou tanto. Felizmente, nos seus momentos finais conseguiu recuperar o espírito do início. 


De uma forma geral, as interpretações são boas mas a Aubrey Plaza destaca-se claramente no papel da protagonista, uma jovem neurótica, com um comportamento aditivo e que procura desesperadamente criar laços de amizade fortes. Ela consegue soar genuína tanto nas fases mais maníacas como nas fases mais vulneráveis.

Concluindo, este filme é um bom retrato trágico-cómico da nossa sociedade actual, muito marcada pela influência das redes sociais. Apesar de ter gostado do filme, gostava que este tivesse ido um pouco mais além nas suas críticas sociais e reflexões.



FICHA TÉCNICA:
🎥 Realizador: Matt Spicer
🎬 Aubrey Plaza, Elizabeth Olsen, O'Shea Jackson Jr.
📼 1h38m; Drama / Comédia
★★★☆☆

Enviar um comentário

Latest Instagrams

© Serão no Sofá. Design by FCD.