The Man in the Moon (1991)

8.13.2017

Quando andava à procura de filmes para a maratona Cineserão Duplo, que está a decorrer neste momento, deparei-me com este filme. Na altura vi que este era o primeiro filme onde Reese Witherspoon  actuava e por isso fiquei curiosa para saber como ela tinha começado.

Dani (Reese Witherspoon) é uma jovem de 14 anos que leva uma vida simples e solitária. Sua mãe está de novo grávida e o seu pai é um homem fechado. A vida da menina só fica mais doce quando Court Foster (Jason London), de 17 anos e a sua família se mudam para uma fazenda próxima. Os dois passam a interagir e os sentimentos dos adolescentes começam a aflorar.
Estamos no sul da América onde o calor e o trabalho no campo faziam parte do dia-a-dia dos personagens principais. Temos então uma família composta por Dani, a sua irmã mais velha, uma irmã ainda criancinha e um bebé na barriga da sua mãe. No verão em que o filme se passa nós vamos acompanhar mais de perto o percurso da Dani, nos seus 14 anos e a descobrir o que é o amor. Principalmente quando o Court, filho de uma amiga de infância da família, chega à quinta ao lado e os dois se conhecem. De início a sua relação vai ser mais de amor ódio, mas à medida que se vão conhecendo melhor mais alguma coisa poderá estar a nascer ali. Só que a irmã mais velha também se vai meter pelo meio e tudo vai ficar um pouco mais complicado.

Este é um filme de 1991, e conta com a primeira actuação de Reese Witherspoon e realmente já se podia antever a grande actriz que ela se viria a tornar um dia. Ela com 15 anos impunha-se em cena e já conseguia demonstrar sentimentos de uma forma real e convincente. O problema com este filme é simplesmente o seu roteiro e as actuações do resto do elenco. O roteiro acaba por ser algo cliché e pouco aproveitador do que poderia ser a actuação da Reese. Acaba por ser injusto para a sua personagem e ao não se focar apenas nela acaba por perder o foco e levar o espectador a perder o interesse na trama. O filme apenas ganha na sua temática de coming of age. Realmente Dani (Reese Witherspoon) tem um crescimento enorme ao longo do filme e isso nota-se a cada grande acontecimento da sua história. E isso é talvez o que mais entusiasma no filme. 

As actuação do resto do elenco juntamente com um roteiro algo fraco em história torna este filme algo cansativo de se ver. Confesso que estava à espera de algo um bocadinho melhor, uma vez que tem uma classificação alta no IMDB e que os comentários que fui vendo eram até positivos ao filme. Foi um filme que me desiludiu, principalmente porque estava à espera de mais, mais do roteiro, mais das actuações, mais da realização e até da banda sonora.


Não é um filme perfeito, mas para os fãs da Reese Witherspoon que ainda não o viram acho que vale a pena ver o seu primeiro trabalho enquanto actriz.



Enviar um comentário

Latest Instagrams

© Serão no Sofá. Design by FCD.