The shadow line (minisérie 2011)

3.07.2017

Há bastante tempo que não recomendava uma série :) A última foi recomendada pelo Joaquim em Novembro - Bron/Broen, um noir nórdico (opinião aqui). Como alguns de vocês sabem, eu gosto muito de miniséries e acabo por as preferir às séries porque, para além de serem mais curtas, eu sei que têm princípio, meio e fim (ao contrário de algumas séries que se arrastam eternamente). Hoje venho falar-vos da The shadow line, uma minisérie da BBC de 2011.

The Shadow Line é uma minisérie sobre um assassinato investigado por ambos os lados da linha - policiais e criminosos - e os métodos opostos que eles usam para resolvê-lo. O Inspector Jonah Gabriel (Chiwetel Ejiofor) e sua parceira, a detective Lia Honey (Kierston Wareing), são os responsáveis pelas investigações em torno da morte de Harvey Wratten, um dos cabeças de uma organização criminosa que actua no tráfico de drogas. Do outro lado da lei está Joseph Bede (Christopher Eccleston), um contabilista que trabalhava para Wratten. Nos últimos dois anos dedicou-se a um negócio legítimo, mas com a perda de um dos chefes do tráfico, Joseph assume as operações com o objectivo de arrecadar, num único negócio, dinheiro suficiente para se afastar definitivamente do crime.  (ficha IMDB aqui)
A história é extremamente bem contada e labiríntica, com várias reviravoltas e elementos importantes a serem revelados pouco a pouco e com todas as pontas soltas a serem amarradas no final. É uma série que exige concentração e atenção para não perdermos nada e isso foi algo que adorei. Admiro muito as séries que não nos tratam como "burros" e apostam em enredos complexos, imprevisíveis e excitantes.

 
Esta série, além de possuir uma trama sólida, apresenta também personagens principais bem construídas e carismáticas, especialmente Joseph Bede e Jonah Gabriel. É extremamente interessante irmos acompanhando os dois lados - a lado dos agentes da lei e o lado dos agentes do crime - e vermos, tal como o título da série indica, como a linha que separa os dois lados pode dissolver-se facilmente. Também as interpretações são brilhantes, com destaque para Christopher Ecclston e Stephen Rea.
 Para finalizar, destaco também a sua estética noir e a sua atmosfera tensa, ameaçadora e fria.


Concluindo, este é um thriller de conspiração e conflitos morais que eu recomendo muito, especialmente para quem gosta de séries de mistério atmosféricas, complexas e com um ritmo lento. ★★★★★



E vocês? Já viram esta minisérie?

Têm alguma para me recomendar?










Enviar um comentário

Latest Instagrams

© Serão no Sofá. Design by FCD.