Especial | Sugestão de thrillers psicológicos (parceria)

De 20 a 24 de Março vai ter lugar um Especial de Thrillers Psicológicos em 5 blogues diferentes, um evento promovido pela Cláudia do A mulher que ama livros e inspirada na nossa anterior lista do podcast #7 do "Serão no sofá" (ver aqui). O objectivo é promover este género através de recomendações, em cadeia,  de livros, filmes e séries de TV. Ontem a Cláudia publicou um vídeo com o seu top literário do género (ver aqui) e hoje estamos aqui para recomendar alguns filmes.

Nós resolvemos dividir as nossas recomendações em algumas categorias. Vamos indicar alguns filmes imprescindíveis, aqueles que consideramos obrigatórios, que toda a gente já ouviu falar e que aparecem em todas as listas, e vamos indicar alguns filmes a não perder que são, na nossa opinião, filmes igualmente imprescendíveis mas provavelmente menos populares do que os da primeira categoria. Para finalizar, cada um de nós (Catarina & Joaquim) sugere 6 filmes que consideram bons thrillers psicológicos e que são menos conhecidos/apreciados.
Antes de passarmos para as listas, queremos apenas referir que a definição de "thriller psicológico" é sempre um pouco confusa e acaba por roçar muito no terror/mistério/crime. Como tal, perdoem-nos caso mencionemos algum filme que vocês não acham que deveria estar na categoria de thrillers psicológicos; alguns dos filmes apresentados encaixarão melhor nesta categoria do que outros.


Clube de combate [IMDB] | Memento [IMDB] | Psico [IMDB] | Sete pecados mortais [IMDB] | Silêncio dos Inocentes [IMDB] | Taxi Driver [IMDB]

Donnie Darko [IMDB] | O Jogo [IMDB] | O maquinista [IMDB] | A mulher que viveu duas vezes [IMDB] | Psicopata americano [IMDB] | Shutter Island [IMDB]


Cubo (1997) é o Saw, antes de ele existir, já que as personagens são colocadas numa situação misteriosa. Seis pessoas, com profissões muito diferentes, são aprisionadas num misterioso labirinto de alta tecnologia sem comida e sem água, e precisam de descobrir como sair de lá. É um filme intrigante e original, que explora o instinto humano de sobrevivência. [IMDB]
Um dia de raiva (1993) conta a história de Prendergast (Robert Duvall), um polícia que no seu último dia de trabalho, vai ter de arriscar a sua vida para tentar deter William Foster (Michael Douglas), um homem emocionalmente perturbado que perdeu seu emprego e vai ao encontro de Beth (Barbara Hershey), sua ex-mulher, e da filha, sem requer reconhecer que o seu casamento já acabou há muito tempo. Este filme retrata aquilo que todos nós às vezes sonhamos em fazer quando temos daqueles dias em tudo parece correr mal. Excelentes interpretações, principalmente a de Michael Douglas, e um bom retrato do descontentamento individual com a sociedade. [IMDB]
Jacob's ladder (1990) é um filme bizarro e aterrorizador, que funciona como uma dupla interpretação da guerra. Conta a história de Jacob (Tim Robbins), um ex-soldado no qual a Guerra do Vietname deixou marcas profundas e irreversíveis. Constantemente, Jacob vê seres estranhos ameaçando-o de morte, com as  suas lembranças familiares do passado se misturando com alucinações desconexas de algo que aconteceu na guerra. Contando apenas com o apoio de sua namorada, Jezebel (Elizabeth Peña), e de seu amigo Louis (Danny Aiello), Jacob tenta descobrir a causa verdadeira de seus delírios. [IMDB]

A face oculta de Mr. Brooks (2007) é um thriller com um bom ritmo, diálogo inteligente e com uma excelente interpretação de um psicopata perigoso mas carismático por parte do Kevin Costner. Earl Brooks (Kevin Costner) é um executivo de sucesso, marido e pai exemplar, filantropo generoso. Todos o consideram um pilar na sua comunidade, mas ele esconde um grande segredo: é um serial killer. Apesar de estar afastado do mundo do crime há já algum tempo, a compulsão de Brooks em matar volta à tona devido ao seu alter ego (William Hurt). Ao realizar mais um assassinato, Brooks comete um erro. Subitamente, começa a ser chantageado enquanto é, ao mesmo tempo, perseguido por uma tenaz investigadora, Tracy Atwood (Demi Moore). [IMDB]
Pi (1998) é um filme de Darren Aronofsky e é considerado por muitos o predecessor do Requiem for a dream, um dos filmes mais aclamados do realizador. Em plena Manhattan vive Max (Sean Gullette), um jovem génio da matemática e computação que vive escondido da luz do sol, que lhe dá constantes dores de cabeça, e que evita o contacto com outras pessoas. Este vive obcecado com a descoberta do número completo do pi pois com ele desbloqueará os padrões universais encontrados na natureza. Este é um filme extremamente claustrofóbico, estranho e único. É também bastante surreal e artístico. [IMDB
Vanilla sky (2001) é um remake americano de um filme espanhol de 1997 - Abre Los Ojos. Nunca vi o original, que acredito que será ainda melhor, mas como gostei da versão americana fica aqui a recomendação dos dois filmes. O filme decorre em Nova Iorque e foca-se na personagem de David Aames (Tom Cruise), o dono de um império editorial. A sua vida é modificada quando conhece Sofia Serrano (Penélope Cruz), uma bela jovem por quem se apaixona, e cujo relacionamento desperta ciúmes em Julie Gianni (Cameron Diaz), uma "amizade colorida" de Davis. Um dia, após sair da casa de Sofia, David encontra Julie, que usando o pretexto de querer conversar com ele o convence a entrar no carro dela e que, num ímpeto de loucura, lança o carro por cima de um viaduto. Ela morre mas David sobrevive, ficando com o rosto desfigurado e em coma, onde permanece durante três semanas. Quando acorda, David fica traumatizado ao ver o seu rosto e oferece qualquer quantia para o reconstruírem. Repentinamente, realidade e fantasia confundem-se de forma assustadora. Este é daqueles filmes que nos deixam bastante confusos e em que realmente nunca sabemos bem em que direcção este vai e o que é verdade ou não. É também uma jornada emocional. [IMDB]



Efeitos secundários (2013) conta a história de Emily Taylor (Rooney Mara) que, apesar da sua recente reunião com o seu marido libertado da prisão (Channing Tatum), se encontra em extrema depressão. Depois de uma tentativa de suicídio falhada, o psiquiatra Jonathan Banks (Jude Law), é chamado para consultar Emily e acaba por lhe prescrever um novo medicamento, uma decisão que vai mudar a vida a todos. Este foi um filme que me surpreendeu quando o vi. É um filme que entretém bastante pois consegue manter-nos sempre na dúvida (quem mente, quem diz a verdade?) e apresenta ainda algumas reviravoltas pelo caminho. Tem boas interpretações e a duplicidade moral da personagem do Jude Law é muito interessante. [IMDB]
O homem duplicado (2013) é inspirado no livro com o mesmo nome de Saramago. Conta a história de Adam (Jake Gyllenhaal), um professor universitário que ao ver um filme descobre, por acaso, que tem um sósia e decide partir à descoberta deste homem. Este é, sem dúvida, um filme lento e bizarro que nos deixa confusos e nos obriga a pensar. À superfície, parece um filme simples mas acaba por ser bastante simbólico e aberto a várias interpretações. [IMDB
Nada a esconder (2005) é um filme francês sobre Georges (Daniel Auteuil) e a sua esposa Anne (Juliette Binoche) que um dia recebem uma cassete de vídeo com imagens da sua casa, filmada por uma câmara instalada na rua. Pouco tempo depois, começam a receber desenhos sinistros. Assustado, o casal vai tentar descobrir o autor daquelas misteriosas ameaças que ameaça a paz da família. Se gostam de filmes com um final fechado, em que nenhuma pergunta é deixada por responder então este filme não é para vocês. Se gostam de um thriller tenso e críptico, sem muita acção e meticulosamente realizado então experimentem este filme. Este, para além de funcionar como mistério, funciona também como uma reflexão sobre aspectos culturais e sociais, principalmente franceses. [IMDB]

Um presente do passado (2015) foi o filme de estreia de Joel Edgerton, enquanto realizador,  e conta a história de Simon (Jason Bateman) e Robyn (Rebecca Hall), um jovem casal cuja vida corre conforme planeada até a um encontro casual com um conhecido dos tempos de escola de Simon, Gordo (Joel Edgerton), que vai fazer com que o seu mundo entre numa espiral angustiante. Este é um thriller calmo mas tenso que se foca essencialmente na paranóia e desconfiança existente entre as personagens. Tem um final muito impactante.[IMDB]
Raptadas (2013) tem como personagem principal Keller Dover (Hugh Jackman), um carpinteiro que vive pacatamente numa pequena cidade até que a sua filha e a melhor amiga desaparecem. A polícia não consegue descobrir o paradeiro das duas adolescentes e, como tal, Keller decide raptar o homem que considera o principal suspeito. Pelo caminho vai-se cruzar com o detective Loki (Jake Gyllhenhaal) destacado para o caso. Este filme vale a pena sobretudo pelas excelentes interpretações de todo o elenco (Paul Dano, Viola Davis, Terrence Howard,...), com destaque para os dois protagonistas. É um filme atmosférico e poderoso, que nos mantém presos ao ecrã durante toda a sua duração. [IMDB]
Repulsa (1965) é um filme de Roman Polanski que decorre em Londres e nos conta a história de Carol Ledoux (Catherine Deneuve), uma bela mulher sexualmente reprimida que vive com a sua irmã mais velha. Ela constantemente resiste aos avanços de um pretendente e desaprova o amante da irmã. Quando esta vai de férias com ele, Carol fica sozinha o que dá início a uma profunda espiral de loucura. Mais uma vez, este não é um filme para todos. É um filme a preto e branco, com poucos diálogos, e que se foca sobretudo nas reacções da Carol (maravilhosa interpretação de Deneuve) ao mundo exterior. É um filme que retrata muito bem o nível de paranóia e perturbação da personagem principal através de uma excelente realização. [IMDB]




Esperamos que tenham gostado das sugestões e que nos deixem também as vossas!
Não se esqueçam de espreitar as 6 recomendações que a Catarina e a Chris 
deixaram no podcast "Serão no sofá" #7.

Amanhã será a vez da Vera do blogue "Menina dos policiais" que é uma perita no género! 
Não se esqueçam de visitar o seu blogue se quiserem mais recomendações de livros.

Aqui fica também a lista completa das participantes:
A mulher que ama livros



Share:

14 comentários

  1. Vi poucos das duas listas e entrou para a lista de 'filmes que preciso de ver urgentemente'. Obrigada! Ficou top!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Cláudia :) Espero que encontres aqui alguns filmes que te agradem. Beijos

      Eliminar
    2. Acabei de meter tudo na minha lista o IMDB. Alguns links no post não vão dar aos filmes, mas bastou procurar pelos títulos. Obrigada mais uma vez.

      Eliminar
    3. Obrigada pelo aviso Cláudia :) Já corrigi os links.

      Eliminar
  2. Não vi quase nenhum!!! Vou guardar as recomendações e começar a ver ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que gostes dos que vires :) Bjs

      Eliminar
  3. Já vi vários dos que estão aqui, outros não conhecia! Boa lista :)

    ResponderEliminar
  4. Olá!
    Vi alguns. Adorei "The Game", "The Shutter Island e o "Seven"! São os meus preferidos de sempre.
    Vou colocar alguns na lista para ler.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também são alguns dos nossos preferidos :) Bjs

      Eliminar
  5. Dos mencionados vi apenas o Cube :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então aqui ficam mais uns quantos para ver :) Obrigada pelo comentário!

      Eliminar
  6. Clube de Combate, Psico, Silêncio dos Inocentes, A mulher que viveu duas vezes e Psicopata americano estão na lista dos meus filmes preferidos, recomendo-os sempre. Fiquei curioso com o Cubo, sou fã da saga Saw. Obrigado pelas sugestões :)

    Bitaites de um Madeirense

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também são alguns dos nossos preferidos :) Cubo não é tão "real" quanto o Saw mas é igualmente intrigante. Obrigada pelo comentário!

      Eliminar